EXTREMO NORTE

A prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (MDB) anunciou nesta terça-feira (23) um plano para reabertura do comércio na capital em meio à pandemia do coronavírus. Ainda sem data, as flexibilizações devem ocorrer em três etapas e estão condicionadas ao controle de casos e aumento de leitos para infectados.

Em 22 de março, há três meses, a prefeitura declarou situação de emergência em toda a capital - onde vivem cerca de 400 mil habitantes, 65% da população do estado - e restringiu o comércio a serviços essenciais com regras para evitar a disseminação do vírus.

"Eu gostaria que o comércio retomasse, me sinto preocupada com os pequenos empresários, mas se abrir sem controle vão faltar leitos para doença. Para cada situação, existe uma normativa de abertura, os bares vão abrir, mas funcionando de um forma diferente, assim como academias e igrejas" disse Surita.

A abertura depende do aumento de leitos de UTI, leitos clínicos, e estabilização ou diminuição da curva de contaminação. "Essas medidas serão tomadas quando os índices da doença começarem a cair e a situação puder ser considerada sobre controle", disse a prefeita.

Quando o plano começar a ser executado, as três etapas ocorrerão sempre com 15 dias entre uma e outra.

 

Na primeira etapa devem abrir: comércio varejista, atividades de serviços em geral, clínicas e consultórios médicos e odontológicos, shoppings, centros comerciais, galerias, bares restaurantes, vendedores ambulantes, demais estabelecimentos de alimentação por entrega a domicílio, pronta entrega, cabeleireiros, barbeiros, manicures, pedicures, podólogo e clínicas de estética. Além de, mercados públicos, igrejas e demais instituições religiosas.

Na segunda, a partir do 16º dia em relação à primeira, serão liberados academias, personal trainers, espaços públicos - como praças que estão com luzes desligadas - além de bares, restaurantes e outros estabelecimentos de alimentação que funcionarão de forma restrita. Os serviços de self-service serão os únicos suspensos até o fim da pandemia.

A partir do 31º dia de execução do plano se inicia a terceira e última etapa. Serão liberados espaços de festas e eventos, cinemas, teatros e auditórios.

Nesta segunda-feira (22), o governador Antonio Denarium disse que deve abrir as igrejas ainda nesta semana e na próxima irá se reunir com deputados estaduais para criar um plano de reabertura do comércio.

Boa Vista concentra 7.606 dos 10.340 casos confirmados no estado e 198 das 250 mortes em razão da Covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde nesta segunda.

 

Histórico de flexibilizações na capital

 

Desde que o município começou a enfrentar a pandemia, o comércio local já foi flexibilizado quatro vezes. Primeiro, os sistemas de entrega e pague e leve foram liberados para os serviços de indústria e serviços.

Em 4 de abril, os postos de lavagem de carros foram autorizados a funcionar cumprindo normas para tentar evitar a disseminação do vírus.

Oito dias depois, em 16 de abril, a prefeitura liberou hotéis, pousadas, lavanderias além da indústria de obras e alimentos.

E em 20 de abril, Surita flexibilizou as regras para táxis, escritórios comerciais, concessionárias e lojas de revenda de veículos para atuar durante a pandemia de coronavírus.

 

A capital está sem aulas da rede municipal desde 31 de março. Primeiro o município adiantou o recesso do meio do ano e em seguida suspendeu o calendário letivo de Boa Vista.

 

Por Suzanne Oliveira, Valéria Oliveira e Fabrício Araújo, G1 RR — Boa Vista

 

A Extremo Norte TV estará lançando no ar o Informativo 24 hras com noticias locais e de interesse publico..! Acompanhem..!
 
 
O Secretário Municipal de Saúde de Caracaraí, esteve na Extremo Norte TV, com a finalidade de orientar e manter a população informada, quanto as medidas que foram adotadas no município.
 
 
Quarta, 13 Mai 2020 14:47

Casos da Covid-19 em Caracaraí.

Quarta, 13 Mai 2020 14:33

Homenagem ao Dia do Enfermeiro

Neste período de isolamento social e férias escolares antecipadas, os alunos da rede municipal de ensino de Boa Vista contarão com um projeto inovador a ser desenvolvido no ambiente domiciliar: o Boa Vista - Aprendendo em Casa. Por meio da página no Instagram @aprendendoemcasabv, os estudantes receberão conteúdos pedagógicos para desenvolver durante o período distante da escola.

A novidade foi anunciada pela prefeita Teresa Surita e os conteúdos começam a ser postados a partir de segunda-feira, 6. Diariamente, os profissionais da Secretaria Municipal de Educação publicarão atividades diferenciadas para a criançada praticar em casa com a ajuda dos pais. Serão atividades específicas para cada modalidade de ensino (Educação Infantil, Educação Especial, Ensino Fundamental, e Indígena).

“Queremos atingir os 44 mil alunos da rede através de seus pais. É importante os familiares acompanharem aquilo que vai ser publicado. Serão atividades diárias, extracurriculares, para as nossas crianças não perderem o ritmo da escola, o que vai deixá-las menos ansiosas e o vínculo familiar ficará ainda mais forte. Vamos ter uma interação bacana, construtiva e produtiva entre todos os alunos”, disse a prefeita Teresa Surita.

 
Lançamento do projeto foi feito durante live no Instagram da prefeita Teresa Surita. — Foto: Reprodução/ Instagram.

Lançamento do projeto foi feito durante live no Instagram da prefeita Teresa Surita. — Foto: Reprodução/ Instagram.

A iniciativa vem em um momento em que todo o Brasil está se mobilizando no combate ao novo coronavírus (covid-19), sendo a principal recomendação das autoridades de saúde, o isolamento social. O intuito é contribuir para que as crianças continuem ampliando seus aprendizados no aconchego de casa.

No projeto virtual, o papel das famílias é direcionar as crianças para que realizem as atividades propostas. Como referência dentro do ambiente escolar, o professor é quem vai interagir tanto na página quanto nos grupos de WhatsApp criados por eles, estimulando alunos e familiares a realizarem as atividades e também apresentando sugestões. Os gestores vão gerenciar e acompanhar os professores neste processo de articulação com as famílias.

 
Conteúdo é preparado pela equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, com atividades específicas para cada modalidade de ensino. — Foto: Fernando Teixeira/PMBV. Conteúdo é preparado pela equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, com atividades específicas para cada modalidade de ensino. — Foto: Fernando Teixeira/PMBV.

Conteúdo é preparado pela equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, com atividades específicas para cada modalidade de ensino. — Foto: Fernando Teixeira/PMBV.

É importante ressaltar que as atividades virtuais são extracurriculares e não substituirão a grade curricular presencial. São atividades simples, que fazem as crianças continuarem aprendendo e se desenvolvendo tanto social quanto intelectualmente. Para o secretário municipal de Educação, Arthur Henrique, este é um processo importante para que a aprendizagem das crianças não seja interrompida neste período.

“Estamos passando por um processo de crise mundial em relação à saúde pública, onde tivemos que chegar ao ponto de suspender as aulas, depois antecipar as férias escolares e buscar o isolamento devido à covid-19. Nesse contexto, nós queremos auxiliar os pais no contínuo desenvolvimento dessas crianças dentro de casa. Elas precisam continuar aprendendo e não podemos deixar a mente delas ociosas durante todo esse tempo”, declarou.

Por conta do avanço do coronavírus em Roraima, as aulas da rede municipal de ensino de Boa Vista foram suspensas do dia 17 a 31 de março. Para que os alunos não retornassem às escolas em meio à pandemia, a prefeitura antecipou as férias do meio do ano para abril, até o dia 14.

 
Por Prefeitura de Boa Vista 
Quinta, 26 Março 2020 22:26

Resposta ao Ofício da Extremo Norte TV

Domingo, 15 Março 2020 18:05

Manifestações x Corruptos

O Índice da Confiança da Indústria (ICI) cresceu 0,7 ponto na prévia de fevereiro em relação ao número consolidado de janeiro, segundo dados divulgados hoje (19) pela Fundação Getulio Vargas. Com isso, o indicador chegou a 101,6 pontos, mesmo patamar de setembro de 2013.

A alta da confiança foi resultado da melhora da percepção dos empresários em relação ao momento presente. O Índice de Situação Atual teve alta de 1,7 ponto, passando para 101,4 pontos, o maior valor desde outubro de 2013 (101,6 pontos).

Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, recuou 0,3 ponto, para 101,7 pontos.

O resultado preliminar de fevereiro indica alta de 0,5 ponto percentual do Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (NUCI), para 76,2%, o mesmo valor outubro de 2018.

A partir de hoje (17), as empresas podem contrair crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal com juros mais baixos. As novas regras foram anunciadas no último dia 12 pelo banco.

O banco reduziu as taxas das operações corrigidas pela Taxa Referencial (TR) e anunciou duas linhas de crédito para o setor da construção civil,  indexadas pela inflação ou pelo certificado de depósito interbancário (CDI).

Segundo a Caixa, para todas as modalidades, as taxas de juros serão definidas de acordo com o perfil e relacionamento da empresa.

Taxa Referencial

As taxas dos financiamentos corrigidos pela TR caíram cerca de 30%, passando de TR mais 9,25% ao ano para TR mais 6,5% ao ano para as empresas com conta na Caixa. Para empresas sem relacionamento com o banco, a taxa cai de TR mais 13,25% ao ano para TR mais 11,75% ao ano.

IPCA e CDI

Os financiamentos corrigidos pelo CDI ou pela inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) valem para duas modalidades. A primeira é Apoio à Produção, mais conhecida como “Imóvel na Planta". A segunda é Plano Empresa da Construção Civil, conhecida como Plano Empresário, destinada à construção de imóveis e que permite o financiamento para pessoas físicas quando 80% do empreendimento estiver construído.

Para as linhas corrigidas pela inflação, as taxas variarão de IPCA mais 3,79% ao ano para IPCA mais 7,8% ao ano. Os financiamentos indexados ao CDI terão duas modalidades de cobrança: uma com taxas que variam de CDI mais 1,48% ao ano a CDI mais 5,4% ao ano e outra entre 119% a 194% do CDI.

As linhas de crédito imobiliário para pessoas jurídicas têm até 36 meses de prazo de construção e de retorno (quando o dinheiro investido começa a ser recuperado). O tomador pode começar a pagar as parcelas até 12 meses depois da assinatura do contrato.

Canais de Atendimento

Além das agências da Caixa, os clientes poderão obter mais informações sobre as linhas de crédito por meio do site .